Consumidores devem comunicar a Serasa sobre roubo de documentos

Os consumidores que perderam ou tiveram documentos roubados devem comunicar a Serasa para evitar futuros golpes e mais transtornos.

O alerta, existente desde 2007, pode ser feito pelo site da instituição e após a inscrição, as informações ficam disponíveis para comerciantes e empresas que consultam o órgão em todo o território nacional, podendo ser retiradas com a solicitação do próprio consumidor.

Criminosos podem utilizar o CPF da vítima para abertura de contas ou para fazer diversas transações comerciais.

No primeiro trimestre deste ano, a cada 15,3 segundos, um consumidor brasileiro foi vítima de tentativa de fraude conhecida como roubo de identidade, quando dados pessoais são usados por criminosos para obter crédito com a intenção de não honrar os pagamentos ou fazer um negócio apresentando-se com uma falsa identidade. Com isso, o titular pode ser levado à lista de inadimplentes do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) injustamente.

SCPC tem serviço gratuito de consulta ao crédito para consumidor

Para evitar este tipo de problema, é preciso que o consumidor entre no site da Serasa Experian e faça o cadastro avisando a instituição do sumiço ou roubo dos documentos. Num primeiro momento, é possível a pessoa cadastrar um alerta provisório, online e válido por 10 dias úteis para documentos e três dias úteis para cheques. Após este prazo, esse registro é excluído do banco de dados.

Para que o aviso seja definitivo, é preciso mandar os documentos que comprovem a ocorrência. Os passos a seguir devem ser feitos por escrito e enviados à Serasa Experian:

– Preencha a declaração (que pode ser encontrada no site da Serasa);
– Imprima o documento, assine e junte a cópia do boletim de ocorrência policial;
– Envie tudo para a Serasa Experian por fax, no (11) 2847-9413, ou pelo correio no endereço Rua Antônio Carlos, 434, Bairro Cerqueira César, São Paulo / SP, CEP 01309-010.

Se alguém já teve no passado algum documento extraviado e ainda não registrou as informações, também pode realizar o cadastro. Essas medidas vão reduzir o risco e evitar a ‘dor de cabeça’ de ter dados pessoais utilizados por golpistas. Segundo a Serasa, o risco de fraude é 120% maior para consumidores que tiveram seus documentos roubados, perdidos, extraviados ou clonados.

No site, há também algumas dicas de prevenção para o consumidor e para as empresas, sobretudo as de pequeno e médio portes. Uma das dicas para o comércio é sempre pedir, nas vendas à prazo, dois documentos originais, como RG e carteira de habilitação, por exemplo.

Já para o consumidor, nunca deixe o documento com um desconhecido quando você não estiver por perto e nunca forneça seus dados pessoais para pessoas estranhas.

Mais informações sobre o serviço podem ser consultadas pelo telefone 0800 773 7728.

Fonte:  www.g1.globo.com

1 Resposta

  1. Ronaldo Francisco Soares 9 de agosto de 2015

Deixe um Comentário