Queda nas tentativas de roubo de identidade em 2014

Um problema que muitas pessoas que perderam documentos já passaram foi o roubo das suas informações pessoais para uso em fraudes, seja em compras parceladas, documentos que serviriam para algum tipo de transação, entre outras fraudes erigidas pela criatividade de criminosos.

Esse tipo de crime, que deixa a dívida de compras para o verdadeiro dono da identidade, é algo algo que pode deixar o consumidor com o nome sujo enquanto durar o processo para provar que houve fraude.

No ano de 2014, estima-se que a cada 15,5 segundos um cidadão teve seus dados pessoais utilizados por criminosos para fraudar negócios, compras e operações de crédito. Ainda é muito, e o número assusta, deixando o consumidor com uma sensação de desproteção.

Contudo, comparando os dados de 2014 com os de 2013, percebe-se uma queda de 7,5% no total de tentativas de roubo de identidade. Os dados apresentados aqui são de uma pesquisa levantada pela Serasa Experian quanto a tentativas de fraude contra o consumidor.

Diariamente a Serasa Experian responde a mais de 6 milhões de consultas de 500 mil empresas no Brasil, empresas essas de diversos setores e de diversos portes.

Existem algumas especulações sobre o porquê desta queda. Uma delas explica que o consumidor teve uma menor disposição em ampliar seus gastos e seus compromissos financeiros no ano de 2014, e este comportamento é fruto da estagnação da economia. Como o consumidor ia menos as compras, reduziram-se as oportunidades para os criminosos aplicarem seus golpes.

O setor da economia que teve a maior quantidade de fraudes foi o setor de telefonia, que respondeu por 37,9% do total de tentativas de roubo de identidade em 2014.

O levantamento apontou que em 2014 houve 773.340 investidas de criminosos apenas no setor de telefonia, sendo que em 2013 foram 943.097 – houve uma queda de 18,7% em relação a 2013.

O setor bancário teve em 2014 um total de 399.288 investidas criminosas, enquanto 2014 teve um total de 420.303 tentativas de fraude, o que representou um aumento de 5,2% das tentativas de fraude e roubo de identidade neste setor.

Em 2014 o setor bancário respondeu por 20,6% das tentativas de fraude, e foi o único setor que apresentou aumento no número total de tentativas de fraude.

O setor de serviços respondeu por 31,8% das tentativas de fraude de 2014, e é um setor que engloba construtoras, imobiliárias, seguradoras, e serviços em geral. Este setor respondeu por 31,8% das tentativas de fraude de 2014, enquanto o setor de varejo respondeu por 7,8%.

De acordo com a Serasa Experian ainda há algumas mudanças comportamentais que o brasileiro deveria adotar para garantir que manterá seu nome limpo, tanto no sentido das finanças quanto a prevenção contra fraudes.

No caso das fraudes, ainda tem sido frequente o consumidor fornecer dados pessoais em cadastros na internet sem verificar antes a idoneidade e a segurança dos sites.

Os golpistas ainda costumam assinar linhas telefônicas para ter um comprovante de residência e, desta forma abrir contas em bancos para imprimir talões de cheque, pedir cartão de crédito e fazer empréstimo bancário em nome de outras pessoas.

consulta-serasa-spc-cpf-gratis-online-scpc

Consulta CPF Online

Consulta CPF Online é o maior site de informações para reabilitação de crédito, limpar nome e dicas para realizar consulta online do seu CPF. Matérias 100% exclusivas!

Deixe um comentário

    Serasa e SPC ampliam parceria

    Neste ano de 2014 uma parceria entre a Serasa Experian e o SPC dominou os dois últimos dias da Convenção…

    Organização Financeira do Brasileiro

    A pesquisa abaixo detalhada foi realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em parceria com o portal virtual…

    Como renegociar dívidas com o banco

    O ano de 2014 trouxe um cenário de inflação, juros altos e desaceleração econômica. Diante desta conjuntura, os consumidores que…

    4 Maneiras de fazer uma consulta CPF

    Como é de conhecimento comum a toda a população, o CPF é o registro de cidadão perante a Receita Federal…

    Como localizar um cheque devolvido?

    A emissão de cheques sem fundos acarreta a inclusão do nome do consumidor no Cadastro de Emitentes de Cheques Sem…