SPC: Cresce número de empresas inadimplentes

No mês de agosto deste ano, o número de empresas que estão com dívidas em aberto tornou a aumentar. Segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas – CNDL e o SPC Brasil – Serviço de proteção ao Crédito o índice cresceu em 7,64% se comparado com o mesmo mês, mas do ano de 2013. Já o mês de julho de 2014 apresentou alta de 7,11%.

Os motivos são diversos, tais como inflação e juros elevados e a desaceleração da economia.

Há um outro ponto que também é relevante no que diz respeito a capacidade de pagar as contas quando se fala em pessoa jurídica: o aumento da inadimplência das pessoas físicas e a piora da confiança do consumidor, que refletiram diretamente neste número.

Se comparado a julho, o mês de agosto teve um aumento de 0,26% no que diz respeito a empresas que estão com débitos pendentes. O setor que teve a maior número do índice foi o de serviços, com 35,88% do total e com aumento de 10,76% no ano. A área de hospedagem e alimentação contou com um valor de 13,46% e transportes 10%, que também estão dentro deste segmento.

Quem ficou em segundo lugar foi o comércio, com um aumento de 6,57% e um total de 49,64% dos débitos. A indústria também está nos números com alta de 7,77% e participação de 9,84% da inadimplência. Já a agricultura, que está em último, aparece com somente 0,69% das contas em atraso, mas com alta de 4,39%.

Já se falando em regiões do País, quem teve o maior aumento de empresas com débito em aberto foi a Nordeste com 9,08%. Quem vem em seguida é a Sudeste com 7,41%, a Norte com 6,22%, Centro-Oeste com 5,10% e por último Sul com 4,07%.

O SPC Brasil ainda informa que desde o início deste ano, o número de pessoas jurídicas inadimplentes vinha apresentando um leve recuo na comparação anual. Mas, em agosto deste ano, aconteceu a alta.

Economistas acreditam que esses números demonstram que a quantidade de empresas que estão endividadas há pouco tempo vem diminuindo. Mas, se olharmos por outro lado, veremos um aumento de pessoas jurídicas com débitos há mais tempo.

Avaliando esta pesquisa, percebe-se que há uma dificuldade maior em pagar as pendências mais antigas.

Desde o mês de julho deste ano, o SPC Brasil – Serviço de Proteção ao Crédito e a CNDL – Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas começaram a divulgar o Indicador Mensal de Inadimplência de Pessoa Jurídica com o objetivo de ser mais uma forma de análise e indicador das tendências para empresas do País.

As duas instituições já apresentavam, mensalmente, o índice de inadimplência de Pessoa Física.

COMPARTILHE NOSSA MATÉRIA!

MATÉRIAS RELACIONADAS

PRINCIPAIS CATEGORIAS

PRINCIPAIS MATÉRIAS

Reader Interactions

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *